Afinal, o que é uma clave?

É muito provável que você, nos seus estudos de música, tenha ouvido falar em “claves”. A mais comum delas é a clave de sol, que muitas pessoas usam em pingentes, tatuagens e decorações. Mas afinal, o que é e para que serve uma clave?

Antes de respondermos a essas perguntas, um pouco de história da música: existem sete notas musicais  (dó, ré, mi, fá, sol, lá e si). A origem das notas musicais remonta à Idade Média, quando no séc. X o monge italiano Guido D’Arezzo as concebeu a partir de um hino para São João Batista:

Reparou na sílaba inicial de cada verso, em negrito? Daí que vieram os nomes das notas musicais! No último verso, as iniciais de “Sancte Iohannes” formaram “si”; posteriormente, o ut foi substituído por “do”, afim de facilitar o solfejo (solfejar é cantar falando o nome das notas).

CLAVES

Ok, agora que sabemos a origem das notas musicais, vamos ao pentagrama e ver onde cada nota deve ser escrita. Na verdade, a altura das notas depende muito da clave utilizada. A função da clave é justamente designar o local das notas, a partir de uma nota de referência, adequando-se ao tipo de instrumento/voz em questão.  O nome da clave diz qual é a nota de referência: a clave de sol indica onde está a nota sol (e com essa informação, conseguimos encontrar as demais notas); a clave de fá indica o local da nota fá, e assim por diante.

Curiosidade: a palavra “clave” vem do latim clavis, que significa “chave” – sim, porque a clave é justamente a chave para encontrarmos as notas e estabelecermos as referências entre elas! É por isso que todo início de música e nova linha, reescrevemos a clave. É impossível sabermos que nota está escrita na pauta, se não há uma clave para indicar qual é a chave para leitura.

As claves mais utilizadas são: a clave de sol na 2ª linha (para sons agudos, como um violino), a clave de dó na 3ª linha (para sons médios, como uma viola) e a clave de fá na 4ª linha (para sons graves, como um contrabaixo).  Na imagem abaixo, você pode ver essas três claves. A clave de sol, indica o local do sol (no caso, na segunda linha); a clave de fá indica o local do fá (no caso, na quarta linha) e a clave de dó indica o local do dó (no caso, na terceira linha).

 

Existem outras claves, mas são de uso mais específico. Para nós, com o teclado/piano, são necessárias apenas duas claves; a clave de sol, em geral, para a mão direita (com os sons mais agudos) e a clave de fá, em geral, para a mão esquerda (sons graves). Digo em geral, pois determinadas peças/trechos podem ser escritos para as duas mãos em clave de sol, caso seja uma passagem aguda para as duas mãos, bem como podem ser escritas as duas em clave de fá, caso seja uma passagem grave.

Pronto(a) para decodificar as notas usando as chaves (claves) corretas?

Bons sons e ótimos estudos,

Letícia Arnold

× Dúvidas?